Casa do Terror:. Denúncia feita pelo médico Allan Roberto chama a atenção do Ministério Público.

As declarações feitas pelo médico Allan Roberto ao Blog Cidade e Noticias, intitulado “Algoz de Moribundos”, tem gerado grande repercussão e caiu como uma bomba de nêutron no colo do prefeito de Pedreiras Totonho Chicote. 

O médico tornou público, em uma espécie de desabafo, o cenário desolador em que se encontra o Hospital Geral e Materno do Município, deixando ainda mais claro que o sistema de saúde em Pedreiras está infectado pela incompetência e total despreparo do atual secretário de saúde.


Sabíamos que a saúde em Pedreiras não andava bem, mas ao ler artigo escrito por um médico que fez ou ainda faz parte do quadro de servidores do município, deixa-nos perplexos com o grau de irresponsabilidade a qual está entregue um dos setores mais importantes de uma administração pública.


O fato de não haver medicamentos muito menos equipamentos a disposição dos profissionais que ali trabalham, fica apagado quando nos deparamos com problemas relacionados à metodologia aplicada nos procedimentos cirúrgicos em gestantes, que deveriam realizar cesarianas e, no entanto são obrigadas ao procedimento de parto normal, caracterizando que na visão do secretário, os riscos de morte por que passam as gestantes e seus bebês nesses casos, são menos importantes do que os valores repassados pelo SUS. 

A tabela praticada pelo SUS imprimem valores bem menores aos partos cesarianas e pagam valores bem mais elevados aos partos normais, sem falar que para a realização de uma cesariana, são utilizados maiores volumes de material no procedimento.
Não precisa ser profissional da área para saber que medidas urgentes tem que ser tomadas pelas autoridades constituídas, essas denúncias são elementos suficientes para que uma Comissão parlamentar seja criada para averiguar as irregularidades apontadas.
Desde o inicio do governo Chicote, o prefeito tem usando a estratégia de mudar os secretários com uma frequência nunca antes vista. Vale lembrar o prefeito, os ex, atuais e futuros secretários, que estas substituições não apagam os erros e as irregularidades cometidas e que mesmo deixando os cargos, os secretários não estarão isentos de responder judicialmente por suas ações no período em que estiveram no comando das pastas.

O Ministério Publico, através da promotora Sandra Pontes, entrou em ação e já notificou o médico para prestar esclarecimentos e apresentar documentos que comprovem as acusações. Allan Roberto disse em seu texto ter provas tudo que foi relatado em seu artigo.
Segundo informações, o médico Allan Roberto foi na tarde desta quinta feira(12), prestar esclarecimentos no Ministério Público.


Últimas