Ponte de madeira inaugurada por Eudina poderia ter sido feita de concreto

O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem ou de uma nação. Oscar Wilde

Se eu disser que eu achei a foto acima no fundo de um bau dentro de álbum daqueles antigos por la jogado ou esquecido, tenho certeza que você acreditaria. Qualquer ser humano em plena e sã consciência e noção quando ver essa imagem percebe que se trata de uma foto de um acontecimento antigo, isso, por que não tem nada nela que caracterize o hoje.

Não é preciso ler sobre a história dos Incas ou dos Maias ou mesmo em um desses filmes histórico sobre reis pra saber que a construção dessas pontes de madeira estão completamente fora de contexto. Basta buscar na nossa própria história.

A imagem da ponte inaugurada por Eudina na manhã deste domingo 8 ligando dois povoados mais parece a ex-prefeita Francisca Matias quando inaugurava as obras dela no início dos anos 80 a 30 anos atras. Ela mostra que não há nenhum respeito pelo ser humano nem pela a própria evolução dos tempos.

Eudina deveria terminar seu mandato inovando nesse sentido e aproveitar para entrar para a história de ter sido a primeira gestora a construir uma ponte de concreto ligando os povoados, mas a ideia e a maneira retrograda de pensar da gestora e dos que a planejaram, mostra que o cidadão bernardense continua sendo enrolado.

Não construiu uma ponte de concreto por que não quis, recurso próprio a prefeitura tem, mas, são tantos secretários que pra nada servem, isto é estão la só pra dizer que tem, não é de se admirar de que a prefeitura realmente diga não ter recursos.




Últimas