Maranhão sentencia o fim das escolas de taipa

Escola localizada no município de Jatobá-MA, um dos mais pobres do país.
Escola localizada no município de Jatobá, um dos mais pobres do país
Coluna Esplanada, com edição do Marrapá
Com crédito autorizado pelo BNDES, o governo do Maranhão inicia este mês a construção das primeiras 30 escolas para substituir unidades de taipa, madeira e sapé que por décadas atendem os alunos do interior do estado.

Um dossiê com 200 páginas nas mãos do governador Flávio Dino (PCdoB) revelam centenas delas espalhadas pelo Estado, sem janelas e algumas com piso de barro batido. A ideia é derrubar todas nos próximos anos e construir unidades de alvenaria.

A situação dos rincões do Maranhão é tão desastrosa que o Governo cadastrou 7 mil cidadãos em extrema miséria, sem documentos, para receberem benefícios.

Últimas