Governador inaugura dois Centros de Assistência Social para a região do Coroadinho

Exibindo Foto 2 - creas cras pronatec.jpg

Cerca de 15 comunidades da região do bairro Coroadinho, em São Luís, receberam na tarde desta quinta-feira (2) do governador Flávio Dino e da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), unidade que vai atender oito mil famílias, das quais quase sete mil são beneficiárias do Programa Bolsa Família; e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) que vai atender famílias e indivíduos em situação de ameaça e também adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas em 83 bairros da região.

Acompanhado do secretário de Estado do Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, o governador Flávio Dino destacou a dimensão social das duas inaugurações. “É com ações como estas que enfrentamos as injustiças sociais, a violência e as desigualdades. A instalação do Cras e do Creas, que são importantes equipamentos sociais, numa região que tanto necessita da atenção do poder público, mostra que estamos no caminho certo”, afirmou.

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Tereza Campello, destacou o compromisso dos entes federativos na consolidação das políticas públicas de assistência social no Estado e destacou o avanço vivenciado pelo Maranhão nos últimos seis meses. “A parceria na implantação dos equipamentos sociais são uma vitória de cada um dos cidadãos maranhenses beneficiados pelas ações, assim como também é uma vitória do Maranhão, que melhora a atenção pública”, disse.



O Cras atua como porta de entrada do Sistema Único de Assistência Social (Suas), isto é, como acesso aos programas sociais do Governo Federal, como o Bolsa Família, a Tarifa Social de Energia Elétrica, isenção na taxa de inscrição em concursos públicos, Pronatec, carteira do idoso, Programa Minha Casa Minha Vida, bem como o acompanhamento das famílias beneficiárias pelo Bolsa Família, incentivo a geração de trabalho e renda, entre outras ações.

Exibindo Foto 1 - creas cras pronatec.jpg O Cras do Coroadinho vai atender a cerca de 15 comunidades de toda a região, que possui 8 mil famílias cadastradas no Cadastro Único, das quais 6.843 são beneficiárias do Programa Bolsa Família. O atendimento ocorrerá de segunda a sexta, das 8 às 18h, com média prevista de 200 atendimentos por mês.

Já o Creas oferta serviços especializados e continuados a famílias e indivíduos vítimas de violência física, psicológica, sexual, tráfico de pessoas, em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto, entre outras situações de ameaça. O foco do atendimento é a busca é pela reconstrução dos laços familiares e comunitários para a superação da situação apresentada.

O Creas do Coroadinho abrange uma área de 83 bairros, onde estão cerca de 235 famílias e 46 indivíduos em situação de ameaça, mais 29 adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas, mas em liberdade assistida.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, falou da importância das obras sociais executadas pelo Governo do Estado, em parceria com o Governo Federal e Município. “Estas ações comprovam que quando trabalhamos juntos somos mais fortes e conseguimos atender às demandas da população. Isso mostra o comprometimento que temos com os cidadãos maranhenses”, disse. Resultado de um cofinanciamento do Governo Federal, em parceria com o Estado e o Município, após a inauguração, as estruturas do Cras e do Creas do Coroadinho serão entregues à Prefeitura de São Luís, que será a responsável, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semcas), pela manutenção e prestação dos serviços socioassistenciais.

Participaram ainda das cerimônias o secretário extraordinário para Superação da Extrema Pobreza, Tiago Falcão; a secretaria de Estado da Juventude, Tatiana Pereira; a secretária nacional de Assistência Social, Ieda Castro; e a secretária municipal da Criança e Assistência Social, Andréa Lauande, que representou o prefeito Edivaldo Holanda Júnior; entre outras autoridades políticas. 

Pronatec certifica 500 alunos em São Luís



Exibindo Foto 3 - creas cras pronatec.jpgNa mesma tarde, no auditório da Federação das Indústrias do Maranhão, em São Luís, o governador Flávio Dino também participou da certificação de 500 alunos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). “A certificação desses jovens demostram bem a dimensão do trabalho que queremos fazer em nosso Estado”, disse o governador.

A solenidade reuniu estudantes que representavam todas as instituições que ministram os cursos do Pronatec, em São Luís – como o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Instituto Federal do Maranhão (IFMA) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Simbolicamente, os alunos de cada curso receberam certificados das mãos de autoridades. Suely Barros foi uma das estudantes que recebeu o diploma do Curso de Auxiliar de Cozinha, ministrado pelo Senac. “Em nome de todos afirmo que estamos muito felizes pela oportunidade de nos tornarmos verdadeiros profissionais”, disse a formanda.

“É implantando os equipamentos sociais necessários e dando oportunidade aos nossos jovens de se capacitarem e produzirem que vamos avançar e melhorar cada vez mais nossos indicadores sociais e econômicos”, afirmou o secretário Neto Evangelista.

Como forma de facilitar o acesso dos alunos recém-formados, certificados nesta quinta-feira (2), às vagas de emprego, foi disponibilizado um posto móvel do Sistema Nacional de Emprego (SINE), no local do evento, onde os formandos puderam se inscrever para as vagas de emprego ofertadas e obter informações sobre o mercado de trabalho local.

Também foi colocado à disposição dos formandos um posto móvel do Sebrae para dar orientações e realizar cadastros como Microempreendedor Individual. "Nós temos o compromisso e a responsabilidade de articular com as instituições técnicas de ensino e com as empresas privadas, no sentido de criar oportunidades reais de desenvolvimento econômico e social aos nossos jovens e adultos, que se capacitam por meio do Pronatec e de todos os nossos programas de inclusão produtiva”, reforçou o secretário Neto Evangelista.


Últimas