Preso acusado de matar policial durante assalto a loja da Oi em Timon

Image title
Os policiais da Força Tática do 1º Batalhão da Polícia Militar levaram para a Central de Flagrantes um jovem identificado como Thiago Leite , de 19 anos, acusado de participar do assalto que vitimou o policial Márcio Roberto Costa Silva , de 27 anos, no centro da cidade de Timon, no Maranhão.

O comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, major John Feitosa, afirmou que ele foi preso porque um homem testemunhou o assalto. Segundo o major, a testemunha viu Thiago no HUT, onde chegou a ser internado, e que ele teria participado do assalto e da morte do policial.

Segundo testemunhas, o assaltante foi baleado na mão esquerda e também no lado esquerdo da barriga que coincide com os ferimentos presente no corpo de Thiago . “Nós estamos trazendo ele depois de ter sido ferido por arma de fogo”, disse o major.

“Agora a Polícia Civil vai apresentar ele para outras testemunhas para saber se realmente ele é o envolvido no assalto que vitimou o policial. As informações até agora levantadas apontam que ele está envolvido, mas serão feitas novas investigações. Uma pessoa chegou no HUT e disse que reconheceu ele como um dos assaltantes. Trouxemos para fazer o reconhecimento legal”, declarou o major.

Thiago Leite, ao chegar na Central de Flagrantes, disse que não participou do assalto e nem da morte. Ele revelou que foi atingido por um adversário que o persegue e pertence a uma gangue do Sítio, da zona Sudeste de Teresina. Ele afirmou que foi baleado no Renascença.

“Esses tiros que eu levei foi de um pessoa que tenho rixa e são da gangue do Sitio que queriam me matar”, disse o acusado.


Image title

Image title



Policial Militar morre e cliente fica gravemente ferida durante assalto a uma loja em Timon
Atualizado às 12:45


Nesta sexta-feira, o policial militar Márcio Roberto Costa Silva foi morto durante assalto próximo a rodoviária de Timon (MA). De acordo com informações, o assalto foi praticado por dois rapazes e uma moça.

O soldado da Polícia Militar do Piauí estava fazendo segurança de uma loja da Oi, na rua Carlos Janses, reagiu e disparou tiros contra os assaltantes que revidaram e acabaram matando o soldado com um tiro na nuca. Durante o tiroteio, uma jovem também foi baleada e sangrando muito foi levada para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Ela era cliente da loja.

Um dos acusados de cometer o assalto também foi baleado e está internado no Hospital do Bairro Parque Alvorada em Timon.

“Recebemos informações de populares de que a ação foi realizada por dois homens e uma mulher que vieram alvejar o policial aqui nessa loja. Ele, o policial morto, entrou na polícia em 2011 e estava lotado no interior do Estado do Piauí. Estamos checando a informação de que um deles foi ferido e está no hospital Arcoverde, em Teresina”, explica o capitão Raul.

De acordo com o capitão, uma senhora também acabou atingida durante o tiroteio e está passando por uma cirurgia neste momento.


O caso será apurado pela delegacia do 1º Distrito Policial.

O corpo do soldado já foi levado para o Instituto Médico Legal e os policiais já tiveram acesso às imagens dos assaltantes. As imagens serão usadas nas buscas dos assaltantes foragidos. O policial morto tinha 27 anos e residia no Bairro Santa Maria da Codipi, em Teresina. Ele trabalhava há quatro anos na Polícia Militar.

“Eles entraram na loja e o policial reagiu, a perícia ainda está no local para coletar as informações necessárias. A perícia está melhorando as imagens para identificar os acusados”, disse o chefe de investigação do 1º Distrito Policial, Célio Borges.
Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title




Image title


Últimas