Universitária morre com síndrome rara após ser picada por aranha

A estudante de odontologia, Adrieline Pinho, 23 anos, morreu em Teresina vítima da síndrome de Stevens-Johnson, uma doença rara, após ser picada por uma aranha. 

A síndrome de Stevens-Johnson é desencadeada por uma reação alérgica do organismo a um medicamento ou infecção. A síndrome acomete a pele e mucosas. Ela pode manifestar-se no que é chamado de “lesões em alvo” purpúricas, devido ao seu formato de bolhas avermelhadas, como se fossem queimaduras.

Adrieline Pinho morreu na última quarta-feira. Ela é natural de Olho D’Água das Cunhãs, no Maranhão, e morava na capital piauiense onde cursava o 7º período de Odontologia em faculdade particular.

A estudante passou mal após a picada da arranha. Segundo informações de amigos, ela foi internada inicialmente ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT) com infecção e uma forte mancha na coxa direita. A universitária também sofria de lúpus.

Em seguida, ela foi internada no Hospital Universitário para realizar uma plástica na perna. Seu quadro complicou e a universitária chegou a ficar em área de isolamento. Adrieline passou mais de um mês internada no HU.

A suspeita da família é que ao ser picada por uma aranha marrom que libera toxina muito violenta, isso alterou o sistema imunológico da pessoa. No caso de Adrieline, se estendeu para a lúpus, doença que afeta principalmente a pele, articulações, rins e cérebro.

Amigos e familiares usaram as redes sociais para se despedir e lamentar a morte da estudante. O corpo de Andrieline foi sepultado em sua terra natal.



Veja mensagens deixadas por amigos para a universitária:






Conheça a temida aranha marrom

A aranha marrom, também conhecida como aranha violino é uma criatura venenosa cuja mordida pode causar doenças em crianças e adultos. A aranha marrom é incomum pelo fato de possuir seis olhos (a maioria possui oito) e uma marca semelhante à forma de um violino em seu dorso.

São animais pequenos, medem em torno de 4cm de diâmetro quando adultos. Sua coloração é marrom e possuem pernas longas e finas.Não são agressivas, gostam de lugares escuros, quentes e secos. Apesar de não serem agressivas, as picadas são venenosas, e todo mundo que tiver um encontro desafortunado com uma aranha marrom deve procurar ajuda médica. O problema é que, como as picadas não são dolorosas, muitas vezes elas passam despercebidas. O desconforto costuma aparecer algumas horas depois do ataque, acompanhado de sintomas como vermelhidão, inchaço, queimação, coceira, surgimento de uma mancha roxa e bolhas.

Após alguns dias, outros sinais podem aparecer, como dor de cabeça e pelo corpo, mal-estar, febre, náusea e necrose da região picada.


Flash Yala Sena
Yalasena@cidadeverde.com

0 comentários:

Postar um comentário