DEPUTADO ZÉ CARLOS REPUDIA NA TRIBUNA POSTAGEM QUE DISCRIMINA O MARANHÃO.



Pronunciamento na íntegra do Deputado Zé Carlos:

Venho a esta tribuna lamentar um fato ocorrido neste último domingo, quando o Deputado Catarinense Valdir Colatto, membro desta Casa, fez uma postagem no seu facebook pregando uma separação da região Sul do resto do País, com o título “Porque Devemos nos Separar”. Uma proposta produto de devaneios, de fantasias, de total ausência de razão, racista, fascista e discriminatória.

Na sua página do facebook, o Deputado faz algumas comparações entre o Maranhão e Santa Catarina – no que diz respeito à população desses dois Estados, bem como aos impostos gerados e aos recursos recebidos da União por eles – para justificar a separação da Região Sul do restante do País.

Reputamos como um ato insano, tolo e preconceituoso do Deputado Valdir Colatto, pois tenho certeza de que nem mesmo o povo de Santa Catarina, esse povo bonito e trabalhador, compartilha desse assanhamento separatista.

O Maranhão, senhor Deputado, não é somente um número econômico, o Maranhão é um berço de cultura, de homens e mulheres simples, cultos, trabalhadores e trabalhadoras.
Nosso legado é considerável para a construção do Brasil. O tempo não me permitirá elencar todos e em todas as dimensões, mas faço alguns destaques de nomes conhecidos nacionalmente:

Na música - os cantores e compositores João do Vale, Zeca Baleiro e Alcione e o violonista Turíbio Santos. 

No esporte - o maior enxadrista do Brasil Rafael Leitão e o grande jogador de futebol Canhoteiro, talvez pouca gente saiba que era Maranhense. 

Na educação - o professor e psiquiatra Nina Rodrigues, 
Na cultura - o Bumba-Meu-Boi, a dança do Cacuriá, o tambor de Crioula e o carnavalesco Joãosinho Trinta. 

Na dramaturgia - o dramaturgo Odílio Costa Filho.
Na literatura - os escritores Aluísio Azevedo, Ferreira Gullar, Sotero dos Reis, Viriato Correia, Josué Montello e Gonçalves Dias, esses dentre muitos.
Embora nascidos no Maranhão, eles, Deputado Valdir Colatto, são também Catarinenses, pois são também Brasileiros. 

Quero fazer minhas as palavras da nota de repúdio feita pela OAB/MA: “Desconhecer a história do Brasil e a importância do Maranhão nesse processo é injustificável para quem exerce uma função pública tão relevante. No caso, o desrespeito ultrapassou os limites da liberdade de expressão, na medida em que tipificado no art. 11 da Lei 7.170/83 (‘Tentar desmembrar parte do território nacional para constituir país independente. Pena: reclusão, de 4 a 12 anos’), bem assim no art. 1º da Lei 7719/89 (‘Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional’)”.

Essa nota foi assinada pelo Dr. Mário Macieira, presidente da OAB/MA.

Vossa Excelência, Deputado Colatto, deve desculpas não só ao nosso povo, mas também a todos aqueles que Vossa Excelência discrimina com essa postagem.

Por fim, lamentar mais uma vez esse fato, conclamar a Bancada Maranhense para se unir neste repúdio e parabenizar a OAB/MA pela nota de repúdio emitida.

Peço Senhor Presidente, que divulgue nos meios de comunicação desta Casa e na Voz do Brasil minhas palavras. Era o que eu tinha a dizer Senhor Presidente





Últimas