Conselho Empresarial discute Programa de Compras Governamentais

Exibindo Foto 1 - Conselho Empresarial discute Programa de Compras Governamentais.JPG

O Conselho Empresarial do Maranhão (Cema) se reuniu, na última terça-feira (2), no Palácio dos Leões, para tratar sobre o ‘Programa de Compras Governamentais’ que será instalado pelo Governo. As pautas foram apresentadas pelo secretário de Estado de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, que recebeu dos representantes das entidades, sugestões que visam o desenvolvimento do Estado.

Durante a reunião, foram apresentadas as prerrogativas do Compras Governamentais, que tem como meta a criação de política pública focada na ampliação do acesso as compras públicas estaduais, por Micro e Pequenas Empresas, Empresas de Pequeno Porte e Microempreendedores Individuais.

Segundo o secretário Simplício Araújo, o Programa vai contribuir para o desenvolvimento produtivo do Maranhão. "O ‘Compras Governamentais’, é uma ação estratégica do Governo Flávio Dino, e é um importante elemento indutor do processo de fortalecimento da atividade econômica do nosso Estado".

Para o secretário de Agricultura e Pecuária, Márcio Honaiser, o programa vai permitir com que empresários possam expandir a comercialização de seus produtos. "É fundamental discutir a questão das compras governamentais, pois é preciso dar oportunidades aos empresários locais de se tornarem fornecedores do governo. É uma maneira de incentivar a economia do estado e gerar emprego e renda".

O secretário de Trabalho e Economia Solidária, Julião Amim, destacou que o programa vai contribuir para a expansão da economia local, nesse novo momento que vive o Maranhão.

"O programa de compras governamentais do estado é um assunto a ser encarado com seriedade, pois nosso governo prima pela transparência e prestação de contas com a sociedade, esta comunhão entre as secretarias no conselho empresarial é extremamente positiva para o desenvolvimento do nosso estado", disse.

A presidente da Associação Comercial do Maranhão (ACM), Luzia Rezende, frisou o papel do Conselho Empresarial, em que os empresários têm voz e vez para a participação das decisões do executivo estadual. “As reuniões do conselho empresarial do Maranhão têm sido muito importantes, pois tem aproximado os segmentos empresariais do governo. A cada reunião levamos nossas demandas para o governo e acompanhamos o desenvolvimento da pauta já apresentada em reuniões anteriores", destacou Luzia Rezende.

Além dos secretários Simplício Araújo, Márcio Honaiser, e Julião Amim, e da presidente da ACM, Luzia Rezende, estiveram presentes a secretária de Minas e Energia (Seme), Crisálida Rodrigues; secretário de Meio Ambiente (Sema), Marcelo Coelho; secretário Adjunto da Administração Tributária, Magno Vasconcelos; assessor Especial da Secretaria de Pesca e Aquicultura (Sepaq), José de Ribamar Pereira; presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), Edilson Baldez das Neves; presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Maranhão (Fecomércio), José Arteiro da Silva; presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), Socorro Noronha; superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Maranhão (Sebrae-Ma), João Martins; e o presidente da Federação de Agricultura do Estado do Maranhão (Faema), Raimundo Coelho de Sousa.



Últimas