Projeto Mais Cultura e Turismo encantou turistas e maranhenses e movimentou economia da capital

Exibindo Foto 1 - Mais Cultura e turismo se consolida como espaço de todos.jpg

A primeira edição do projeto ‘Mais Cultura e Turismo’ encantou turistas e ludovicenses que acompanharam a diversificada programação na Praça Nauro Machado, no Centro Histórico, e no Espigão da Ponta da D’areia. Ao longo do projeto, com duração de dois meses, mais de 60 shows de cantores da terra passaram pelos palcos. Outras ações do governo Flávio Dino também foram realizadas para potencializar o setor turístico na capital, a exemplo da redução da alíquota de ICMS do Querosene de Aviação (QAV).

O governador Flávio Dino elogiou as ações das Secretarias de Estado da Cultura (Secma) e do Turismo (Setur) e destacou que dado o sucesso do programa ele será ampliado para outras cidades nas demais edições. “O Mais Cultura e Turismo foi um grande sucesso, um projeto democrático e popular, tão bom que vai ficar e visitar várias cidades”, disse o governador.

Música intensa, diferentes ritmos e atrações para a criançada reuniram centenas de famílias que acompanharam toda a programação do ‘Mais Cultura e Turismo’ no Espigão Costeiro Ponta D’areia, com um espetáculo a mais por conta da natureza: o pôr-do-sol. Foi neste cenário que a pequena Carolina Lima, de apenas seis anos, tentou acompanhar os passos do Cazumbá (figura mística, meio bicho, meio homem, presente no sotaque da Baixada) coreografados pela professora de dança. A mãe, Jordânia Lima gostou da iniciativa e apresentou para a filha os personagens do bumba-meu-boi. “A exposição com os personagens do bumba-meu-boi foi ótima para explicar melhor um pouco mais da nossa cultura”, referiu-se Jordânia a outro atrativo da oficina de ritmos ofertada pelo projeto.

“Férias é isso! Em um único lugar, muito bonito como é o Espigão, você encontra diversão, artesanato e gastronomia, tudo de primeiríssima qualidade”, disse Silvana Moraes, moradora da Cohama e que acompanhou o projeto no Espigão.

O ‘Mais Cultura e Turismo’ também atuou como uma vitrine para apresentação e valorização de excelentes cantores e bandas maranhenses. O cantor Celso Reis, que também se apresentou no projeto, complementou reforçando que a atividade proporciona um intercâmbio com o visitante que conhece a produção musical maranhense de primeiríssima qualidade. “É preciso resgatar a nossa cultura e a autoestima do maranhense, é preciso apresentar a riqueza cultural maranhense ao Brasil e o projeto funciona com um cartão de visita da nossa cultura e da nossa linda São Luís”, afirmou.

NadjaGedeon também elogiou toda a programação disponível para os ludovicenses, destacando que para além da diversidade cultural do projeto, também estava à disposição um esquema especial de segurança. “A segurança estava exemplar, tanto no Espigão como na Praça Nauro Machado. E a diversidade do projeto é excelente porque é uma mistura com atrações da nossa cultura alidadosà blues, jazz, percussão, orquestra, coisas que muitas pessoas não tinham contato, não conheciam e tiveram a oportunidade”.

“O que vi aqui hoje foi incrível! Já estava encantada com o Centro Histórico, mas conhecer o bumba-meu-boi e todos os seus personagens foi uma experiência e tanto”, enfatizou a turista MarriSoulane, da França. Ela estava acompanhada de dois casais de amigos. Outro público presente foi o público do 38º Guarnicê de Cinema, realizado na Praia Grande. “É um caldeirão cultural. Em três apresentações conhecer três ritmos de bumba-meu-boi!”, enfatizou João Nascimento, do Rio Grande do Sul.

O ‘Mais Cultura e Turismo’ também foi uma oportunidade para a geração de renda. A comerciante Joana Gama foi uma das que comemorou a lucratividade durante as atividades realizadas pelo Governo do Estado. “Seria muito bom se feiras de comidas típicas continuassem sendo realizadas em todo final de semana”, disse Joana Gama que, como mais de 50 pessoas fortaleceram a renda familiar participando da feira de gastronomia e artesanato, montada no Espigão da Ponta D’Areia, em São Luís.

A feira funcionou em três finais de semana com vendas garantidas, por meio da presença de moradores de São Luís e visitantes na área do Memorial Bandeira Tribuzi. A criatividade e originalidade dos produtos artesanais maranhenses conquistaram o público.

No Centro Histórico a movimentação também foi lucrativa para os comerciantes. O carrinho de beiju, localizado atrás da Câmara Municipal de São Luís, estava lotado, mais de 20 pessoas na fila. Um dos vendedores, José Ribamar Almeida, comemorava a venda da noite. “Programar uma boa atração no Centro Histórico como a de hoje é garantir a venda da noite. Hoje, com certeza, o movimento aumentou em cerca de 30%”, comemorou.

Não somente José Ribamar, mas outros comerciantes do Centro Histórico também estavam animados. Foi o caso da artesã Nívia Pacheco, que vende produtos da palha de buriti. Ontem ela chegou a vender cerca de 15 bolsinhas porta-moedas. “Precisamos ter atrações para que o turista e o próprio morador venha para o Centro Histórico e, com sua vinda, movimente o comércio”.

Além de toda a programação que ficou disponível para turistas e moradores nos dois meses do ‘Mais Cultura e Turismo’, o Governo do Maranhão juntamente com a Prefeitura de São Luís revitalizou toda a Praça Nauro Machado. Tanto o visitante, quanto o morador, encontraram um ambiente com uma iluminação especial, que realça a beleza da praça, e com banheiros masculinos, femininos e para pessoas com deficiência. Para garantir mais segurança aos turistas, frequentadores, comerciantes e moradores da Praia Grande, foi instalada na Praça Nauro Machado a Base Comunitária que atende a toda a região do Centro Histórico e bairros adjacentes.
 Exibindo Foto 2 - Mais Cultura e turismo se consolida como espaço de todos.jpg
“A ação conjunta foi o início do projeto de revitalização do Centro Histórico solicitada pelo próprio governador Flávio Dino, o projeto é belíssimo e fortalece a cultura maranhense.”, disse o secretário de Estado da Cultura, Felipe Camarão.

Mais Turismo

Também para potencializar o turismo no estado, o governador Flávio Dino reduziu a alíquota de ICMS do Querosene de Aviação (QAV), a alíquota, que era praticada anteriormente a 25% para todas as empresas, passou para 17% nas empresas que operam em apenas um aeroporto maranhense; 12% para as que fazem operações em dois aeroportos; e 7% para empresas que param em três ou mais aeroportos ou promovem voos internacionais a partir do Maranhão.

“Nós estamos abrimos mão de imposto, de arrecadação imediata diante de um objetivo maior: aumentar o turismo, e com isso aumentar o emprego e renda, a partir da ampliação do número de turistas do Maranhão”, destacou Flávio Dino, ao frisar que o investimento no turismo, com a medida de redução da arrecadação, foi para possibilitar o aumento da quantidade de voos e a diversificação de destinos e horários, fortalecendo o turismo no estado.

Além disso, a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) participou de diversos eventos para promover os destinos turísticos do estado. Exemplo disso foi a divulgação do Maranhão na BNTM (BrazilNationalTourism Mart), em Fortaleza. O evento contou com a participação de operadores de turismo de 26 países, interessados em comercializar destinos do Nordeste.

Exibindo Foto 4 - Mais Cultura e turismo se consolida como espaço de todos.JPG

Últimas