Ribamar Alves continua prefeito mesmo na cadeia; vice não assume



Contrariando ao desejo da população a Câmara Municipal de Santa Inês, localizada a 250 km de São Luís, decidiu na manhã desta segunda-feira (15) não afastar o prefeito Ribamar Alves (PSB) preso e levado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas acusado de estupro de uma estudante de 18 anos.

A decisão sobre o futuro do Poder Executivo no município, que está sem comando, foi a de conceder a Alves uma licença de 30 (trinta) dias. 

A expectativa era que o vice-prefeito, Edinaldo Alves Lima (PT), seria empossado conforme o que determina a Constituição Federal, mas os vereadores decidiram por conceder a licença de 30 dias ao prefeito. Com o resultado da votação desta manhã, a Prefeitura de Santa Inês segue sendo comandada por secretários municipais.

Sete vereadores votaram a favor da concessão da licença e contra a população: Ademarzinho, Amanda, Batista de Biné, Cleiton Maranhense, Uchoa e Carla Sousa e Victor Enfermeiro.

A conclusão é que, Ribamar continua administrando Santa Inês de dentro da cadeia. 

Vice-prefeito Edinaldo Alves (PT) diz que vai recorrer na Justiça.

Últimas