Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Polícia procura por assaltantes entre Lago do Junco e Lago dos Rodrigues e deixa população em alerta



No início da noite desta terça-feira (27), cerca de 08 viaturas do Cosar e Polícia Militar fizeram ronda nas imediações das cidades de Lago do Junco e Lago dos Rodrigues, mais precisamente no Povoado Pote, localidade onde existem várias piscinas de águas naturais, frequentemente visitadas por banhistas.

Os policiais fizeram barreira na MA-119 entre Lago da Pedra e Lago do Junco, que permaneceu interditada. As informações é de que, após denúncia anônima, suspeitos de integrarem o bando que assaltou a central de distribuição do Banco do Brasil em Bacabal, ocorrido no último domingo (25), ainda estivessem embrenhados nas matas da área rural daquela região, podendo sair na rodovia a qualquer momento. De acordo os áudios que viralizaram, os moradores receberam ordem da polícia para permanecerem trancados em suas casas. Três elementos suspeitos teriam sido avistados à pé pedindo comida e aparentando estarem muito exaustos.

Ainda neste manhã de quarta-feira (28), um contingente de homens da polícia permaneciam nas proximidades vasculhando locais suspeitos e realizando blitz. O helicóptero do CTA foi visto sobrevoando e dando apoio às incursões.





Acredita-se que depois da morte do líder que chefiava o bando, os assaltantes tenham ficado desnorteados e se dividido na fuga. Segundo a investigação, a quadrilha possui 78 membros e é a maior em assalto a bancos do Nordeste. Tem interligação nos nove estados da região e ramificações.

Os militares do Cosar se distribuem em áreas mapeadas nas cidades de Itapecuru, Vargem Grande, Coroatá, Caxias, Santa Inês, Pedreiras, Bom Jardim e outros municípios fronteiriços a Bacabal. A polícia investiga como a quadrilha tinha informações sobre o transporte e guarda do dinheiro, se há participação de outros núcleos na ação, como abriram uma passagem do prédio do INSS da cidade para a instituição financeira sem serem notados; e como a quadrilha fortemente armada travessou nove estados sem ser interceptada.

fonte: fernandomelo.blog

Nenhum comentário:

Postar um comentário