Maranhão: Após prisão de casal acusado esquartejar criança, filha assume participação no crime

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (7) um casal por suspeita de participação em um homicídio qualificado e ocultação de cadáver de um recém-nascido na cidade de Itapecuru-Mirim, na última sexta (3).



De acordo com a polícia, a criança foi encontrada em um matagal no Povoado Vinagre com a cabeça e membros separados do corpo. Durante as investigações, a polícia viu através de imagens de uma câmera na região a passagem de um veículo vermelho próximo ao local onde o corpo foi encontrado.



Por meio das imagens, a polícia localizou o casal e suspeitou, inicialmente, da prática de rituais satânicos. No interrogatório, o dono do táxi alegou não saber que era um corpo de crianca. Ele disse que pensava ser carne podre esquecida por algum cliente e jogou no matagal como se fosse lixo.

Pouco tempo depois da prisão, a filha do casal se apresentou na delegacia dizendo que abortou espontaneamente, e que colocou a criança no saco de lixo dentro do carro do pai. Ela disse ainda que o pai não sabia do caso, pois ela havia escondido a gravidez.

A polícia informou que tudo ainda será esclarecido e elucidado após o resultado da perícia solicitada ao Instituto Médico Legal (IML).

Do Comunidade F7


Share this:

,

Faça um Comentário

0 comentários:

Postar um comentário