Seleção encara o Peru neste sábado para ‘conquistar’ torcida brasileira



A Seleção Brasileira enfrenta o Peru neste sábado, na Arena Corinthians, com um objetivo muito maior do que assegurar o primeiro lugar da Chave A da Copa América. O grupo comandado pelo técnico Tite tenta "conquistar" a confiança do torcedor, que vaiou a equipe nos dois jogos realizados até aqui, contra Bolívia (3 a 0, no Morumbi) e Venezuela (0 a 0, na Fonte Nova).

Tite enfrenta uma pressão inesperada nesta primeira fase da competição. O grupo brasileiro não demonstrou objetividade em campo e acabou bloqueado por um sistema defensivo volumoso da Venezuela no último jogo, em Salvador. O técnico, no entanto, prefere não fazer avaliações de desempenho neste momento.

“Estou focado no trabalho. Há equipes que ficam em bloco baixo, eu não vou reclamar nunca pois fiz isso pra caramba, faz parte”, declarou Tite em coletiva de imprensa. Ele destacou ainda ter treinado finalizações após o duelo contra a Venezuela. “Precisamos ter fluência nas finalizações, finalizações que resultam em gol.”

Uma das críticas à Seleção é sobre a falta de criatividade no sistema ofensivo. O grupo tenta mostrar ser capaz de exibir um bom futebol mesmo sem Neymar, cortado por uma lesão sofrida no amistoso contra o Catar, antes da Copa América. Curiosamente, o jogador do PSG encontrou com os atletas da Seleção em São Paulo para dar apoio antes do duelo em Itaquera.

A partida entre Brasil e Peru terá transmissão da Rádio Bandeirantes, às 16 horas. Entre as novidades na escalação, a Seleção pode contar com as titularidades de Everton ‘Cebolinha’ e Gabriel Jesus. Tite espera que as mudanças consigam ‘facilitar’ a vida logo no primeiro tempo, o que evitaria a pressão do torcedor.

“A gente tem de saber lidar com as exigências. É natural”, declarou Tite, que não vê motivos para mexer na escalação apenas para atender ao desejo do torcedor. “Sigo mais a minha intuição do que percebo no jogo. Pode ter cunho emocional, mas não pode ser determinante.”

Na história dos confrontos, Brasil e Peru se enfrentaram 43 vezes, com ampla vantagem brasileira. Foram 30 vitórias verde-e-amarela, contra apenas 4 dos peruanos. Outros 9 empates foram registrados. São 90 gols pelo Brasil e 29 pelo Peru. Curiosamente, as seleções voltarão a se enfrentar em 10 de setembro, em amistoso nos Estados Unidos.

Se garantir a primeira colocação, o Brasil enfrentará nas quartas de final o melhor terceiro colocado dos grupos B e C, o que pode colocar a Argentina já no caminho da Seleção. Os Hermanos fazem uma campanha abaixo do esperado e estão na lanterna do Grupo B, com apenas um ponto, e precisam vencer o Catar para assegurar a classificação.


descrição

Share this:

,

Faça um Comentário

0 comentários:

Postar um comentário