Header Ads

LightBlog

Liberado da prisão há dois dias, homem mata esposa e queima a própria casa

Esta é a crônica de uma morte anunciada. Liberado da cadeia há dois dias, com uma tripla tentativa de homicídio nas costas (praticado contra uma família em novembro de 2018), um homem de 53 anos voltou para casa para torturar, esfaquear e matar a própria esposa no bairro Guajuviras, após uma discussão. 

Conforme a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Canoas (RS) (DEAM/CANOAS) motivado pela fúria, o agressor cortou a mangueira do botijão de gás e ateou fogo na casa. “Foram muitos os ferimentos que o acusado imprimiu no corpo da vítima, a qual não teve nenhuma chance de defesa”, destaca a delegada Clarissa Demartini.

“Ao lado de seu corpo estava o botijão de gás em chamas, em mais um sinal de crueldade e desprezo pela mulher. O objeto foi retirado e apagado pelos bombeiros.” Foram 11 horas ininterruptas de trabalho até conseguir prender o agressor em São Leopoldo. 

“O fato de ele estar em liberdade pouco menos de um ano depois de tentar matar toda uma família já era motivo suficiente para deixá-los em alerta”, aponta Clarissa. “Infelizmente a vítima desse crime bárbaro não tinha nenhum registro contra o agressor, embora os irmãos dele, em depoimento, tenham afirmado que ele a agredia fisicamente e a ameaçava de morte constantemente.”
 

Nenhum comentário