Com MA na rabeira, Dino dá aula de economia a Bolsonaro no Twitter



O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), foi às redes sociais para fazer  o que sabe, criticar o governo e dar uma aula de economia ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

No Twitter, o comunista disse que o Brasil estar sem comando e orientou o governo a tomar decisões certeira segundo ele, em relação ao enfrentamento da atual crise econômica e de saúde, em virtude do surto de coronavírus.

Disse: “Para enfrentar a crise econômica e o coronavírus, sugiro: 1) Suspensão do teto de gastos para saúde e investimentos em obras públicas. 2) Investimentos via crédito do BNDES e Fundos Constitucionais. 3) Fim do represamento do INSS e do Bolsa Família”.

Vale relembrar que, segundo o levantamento divulgado pelo IBGE  no final do ano passado, referente a 2018, o Maranhão segue como o estado do país com a maior quantidade de pessoas com rendimento abaixo da linha da pobreza e da extrema pobreza. Segundo dados do SIS (Síntese de Indicadores Sociais), 20% dos maranhenses vivem com menos de R$ 145 por mês, e 53,0% com até R$ 420. 

Ou seja o governador estar mais perdido que cego em tiroteio e memo assim acha que pode dar aula de economia ao presidente da republica.

Últimas