Bolsonaro denunciou negociata entre Flávio Dino e Pastor Everaldo em 2017

 

Vídeo mostra Bolsonaro criticando Pastor Everaldo por ser citado na Lava Jato e negociar partido com Flávio Dino. Pastor foi preso acusado de chefiar quadrilha que saqueou RJ

O presidente Jair Bolsonaro denunciou em 2017 uma negociação entre o governador Flávio Dino (PCdoB) e o Pastor Everaldo (PSC). Segundo Bolsonaro, foi uma negociata entre “o diabo e o capeta” para apoiar Dino nas eleições de 2018. Everaldo foi preso dias atrás suspeito de comandar uma rede de corrupção no Rio de Janeiro que saqueou os cofres públicos ao lado de Wilson Witzel, também do PSC.

Na calada da noite o cara vai para São Luís do Maranhão e faz um acordo com Flávio Dino


Vale ressaltar que naquela época o Pastor Everaldo já figurava entre os citados da Lava Jato por roubos na ordem de R$ 6 milhões. Enquanto Flávio Dino buscava o apoio de Everaldo, mesmo sabendo que o partido dele possivelmente iria abrigar a candidatura de Bolsonaro, o próprio Bolsonaro deixou o partido semanas após o acontecido.

Fonte: Linhares Jr

Últimas