Pai de Flávio Dino morre aos 88 anos por complicações da covid-19



Morreu na manhã de hoje o ex-deputado estadual maranhense Sálvio Dino, 88, pai do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), por complicações causadas pelo coronavírus.

A informação foi confirmada pelo governador, que publicou uma mensagem de despedida em suas redes sociais.

"Na quinta-feira, eu e meu pai recitamos juntos Gonçalves Dias. Hoje, ele morreu, aos 88 anos, vítima de coronavírus", escreveu Dino. 

"Não chores, meu filho;
 Não chores, que a vida 
É luta renhida: 
Viver é lutar".
A vida é combate,
Que os fracos abate,
Que os fortes,
os bravos Só pode exaltar."


Na quinta-feira, eu e meu pai recitamos juntos Gonçalves Dias. Hoje ele morreu, aos 88 anos, vítima de coronavírus. - Flávio Dino

Sálvio Dino teve seu mandato de deputado estadual cassado pela ditadura militar quando foi preso sob acusação de ser comunista.

"Meu pai teve uma longa vida, com muitas lutas. Nos últimos dias deu a derradeira lição: profundo amor pela vida. Lutou com humildade e coragem", disse o governador.

Meu pai teve uma longa vida, com muitas lutas. Seu mandato de deputado estadual foi cassado e ele foi preso arbitrariamente pela ditadura militar em 1964, "acusado" de ser comunista. Nos últimos dias deu a derradeira lição: profundo amor pela vida. Lutou com humildade e coragem — Flávio Dino.

Flávio Dino concluiu a homenagem relembrando o lado religioso do pai ao dizer que o viu discursar pela primeira vez no Seminário Santo Antônio, no Centro de São Luís. 

"Meu pai tinha muita fé em Deus. Ele agora está no Reino." Meu pai tinha muita fé em Deus . A primeira vez que o vi discursar foi em uma reunião no Seminário Santo Antônio, nos anos 70. Eu era bem criança. No nosso último encontro, falamos sobre política, futebol e poesia. Ele agora está no Reino. — Flávio Dino.

UOL

Últimas