Prefeito de Barra do Mendes (Bahia) chicoteia mulheres na porta de casa


No lugar de respeitar um protesto contra à sua gestão, o prefeito de cidade de Barra do Mendes, na Chapada Diamantina, Armênio Sodré Nunes, conhecido como Galego (MDB), optou por chicotear os moradores na noite desta sexta-feira (5). Ele atacou três mulheres de um grupo que cobrava em sua porta a aplicação dos recursos públicos destinados ao combate à covid-19. Os manifestantes alegavam que governo Federal enviou R$ 1,6 milhões para a compra de respiradores, mas a cidade sequer tem um dos equipamentos.


Vídeos registraram toda a situação. Um deles mostra o momento que em o prefeito Armênio Sodré chega num carro, desce e ataca os manifestantes, que já estavam sentados num batente na porta de sua residência. 

Na imagem é possível ver quando ele chicoteia a comerciante Simone Souza Feitosa de Almeida, 47 anos. Numa outra imagem, Simone aparece com a mão sangrando e dizendo: “O prefeito de Barra do Mendes desceu do carro e tirou sangue de mim”.  Além da agressão, as vítimas acusam o prefeito de jogar o carro contra os manifestantes. 

Outras duas mulheres foram agredidas, sendo chicoteadas nas mãos e pernas.  As vítimas foram atendidas no hospital da cidade no mesmo dia.


A Polícia Civil informou, por meio de nota, que a " unidade expediu a guia para exame de corpo de delito e vai iniciar a apuração".  O CORREIO vem tentando falar com o prefeito de Barra do Mendes, mas sem sucesso. 

Investigado por irregularidades em sua administração pelo Ministério Público do Estado (MP-BA) –, o prefeito Armênio Sodré já cumpriu dois mandatos e apoiava o candidato ao pleito pensando em sucessão. No entanto, o seu vice Erik (PSD) foi derrotado nas últimas eleições municipais, em 15 de novembro, com 30,69% dos votos, por Tonho (PDT), que contabilizou 63,31% das urnas a seu favor.


Últimas