PF conclui que deputado Josimar de Maranhãozinho cometeu peculato em suposto desvio de emendas de saúde

A Polícia Federal concluiu ter provas de que o deputado Josimar de Maranhãozinho (PL-MA) cometeu os crimes de peculato, lavagem de dinheiro e de organização criminosa. Os resultados da investigação foram enviados na última sexta-feira (10) ao Supremo Tribunal Federal (STF) e estão em sigilo.

Maranhãozinho foi alvo de uma operação da PF em 1 de dezembro em que os policiais apuravam supostos desvios de emendas parlamentares destinas à Saúde no Maranhão. Os agentes encontraram dinheiro em endereços ligados ao deputado, mas o valor não foi divulgado.

A TV Globo apurou que os investigadores informaram ao STF que há indícios suficientes de que o parlamentar desviou dinheiro de emendas parlamentares.

g1